-->

sábado, 17 de setembro de 2016

XII Heavy Fest: Tradição e qualidade


   Que a cidade de Conselheiro Lafaiete possui uma longa tradição no cenário da música pesada no interior de Minas Gerais, isto não chega a ser uma novidade. Afinal, constantemente acontecem eventos destinados ao Heavy Metal e suas variadas vertentes na cidade, e desta vez não foi diferente. 
    Logo após a abertura da casa a banda lafaietense Downfall iniciava os trabalhos. Os caras já chegaram destruindo tudo, com Lifeless, música do futuro EP da banda chamado The World Will Perish. A sonoridade da banda é bastante moderna e prioriza o peso da guitarra, afinação mais baixa e muito groove e alguns breakdowns, além de vocais bastante agressivos. A banda demonstrou bastante competência técnica durante todo o set, nem parecia que era o show de estreia da banda. O EP desses caras promete! Digna de nota a performance do guitarrista Janderson Santos, que despejou toneladas de riffs poderosos e solos precisos e com boa dose
de técnica.
     Vinda da cidade de Mariana a banda 2 Dedo seria a próxima a se apresentar, abrindo com a viajante Red Boy, música do EP Between Cosmos And Hell. A mistura de Classic Rock com Heavy Metal e alguns elementos alternativos aqui e ali se mostrou bastante eficaz, agradando bastante os presentes, e isso se mostrou verdade em músicas como Hangover Of A Kind (com alguns vocais remetendo a Rob Halford, feitos por Christiano Silveira), Corrupted By The Devil, Drugs From Mars e Rise and Fall Of Pipi Clawn.
     Logo depois tivemos o retorno de uma banda consagrada entre os fãs de Gothic Rock. Depois de um hiato de 8 anos, o For Bella Spanka, que havia se apresentado em Conselheiro Lafaiete em 2008, sendo este show lembrado por muitos até hoje. Músicas como Dark Angel, Falling In Love is Like Fallin , Inside Your Love mostraram a força dessa banda,  com destaque para o vocal grave e potente do guitarrista e vocalista Fábio Bastos e para o baterista Rafael Costa.
     Diretamente do Rio de Janeiro o Revengin nos trouxe um show de extrema qualidade com seu Symphonic Metal. Foi um dos shows mais energéticos da noite, onde a banda soube dosar muito bem partes mais pesadas com os muito bem colocados arranjos de teclado, o que forma uma sonoridade bastante interessante. Sons como Capricorn, Nine Chains Of Sorrow e Minerva  foram apresentadas com grande precisão e técnica apurada de todos os músicos, sobretudo a vocalista Bruna Rocha e do guitarrista Thiago Contrera.
     Última banda a se apresentar, os argentinos do Draconis, em seu primeiro show da primeira turnê da banda pelo Brasil não fizeram por menos e de cara já atacaram com a pesada Entering The Hollow, do full lenght The Awakening Of the Deads. Sem perder o pique emendaram Labirinth e Viper's Nest,  também do mesmo disco. O som dos argentinos agradou bastante os presentes, com a agressividade típica do Death Metal e boas doses de melodia, remetendo a nomes como Carcass e Hypocrisy, porém com personalidade própria. Prova disso foi o uso de uma guitarra de 8 cordas pelo guitarrista e vocalista Geraldo Vargas, algo que agrega bastante ao som da banda. Vale citar também o excelente entrosamento entre os músicos. Seguiram tocando sons como War Of Believers, Betrayed, Echoes Of Silence, Stair Of the Dead e Doomed, alternando sons dos discos the Beginning Of The End e The Awakening Of The Deads. Os caras foram bastante comunicativos com o publico durante todo o show, o que agradou bastante os presentes. Agradeceram pela oportunidade e no encore mandaram a pesada e técnicaMy Downfall.
     Com esta edição o Heavy Fest reafirma seu posto entre os melhores festivais de Rock/Metal no interior de Minas Gerais, sempre mostrando profissionalismo e respeito com as bandas e o público. Estamos no aguardo para mais!

FOTOS:

Draconis (Argentina)

Revengin (Rio de Janeiro-RJ)

Downfall (Conselheiro Lafaiete-MG)

2 Dedo (Mariana-MG) 

For Bella Spanka (Belo Horizonte-MG)

Público 
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O texto representa a opinião do autor e não a opinião do elegiaecanto.com ou de seus editores