-->

segunda-feira, 13 de julho de 2015

Entrevista: Rabenwolf (Alemanha)



Entrevista exclusiva com a banda Rabenwolf, da Alemanha. Fundada em 2007, a banda mostra muita qualidade com um som que a banda define como "Epic Black Folk", mas eles não se limitam apenas a este rótulo. Quem responde nossas perguntas é  o vocalista Stormmson van Zorn.



EC: Como você definiria o som da banda?
Rabenwolf: É uma mistura entre alguns gêneros. Costumávamos chamar de 'folk black metal", mas não é uma definição tão precisa. Você tem que ouvir e ver para compreender a coisa toda, não é fácil de descrever a nossa música. 'Folk metal' está correto, mas normalmente quando ouço sobre folk metal, eu associo com Humppa, melodias engraçadas, bebedeira e músicas festivas. Foi assim que começamos 8 anos atrás, mas não é a música que tocamos hoje em dia. Eu chamaria de
''epic badass black folk'n'roll', ficaria melhor, mas mesmo assim não descreveria nossa música em toda sua extensão ;-)

EC:  A temática do Folk Metal sempre tende a falar sobre natureza, sobre cultura nódica... O que inspira as letras e as melodias da Rabenwolf?
Rabenwolf: Eu diria que nos inspiramos em nossas vidas. As letras, especialmente em nosso próximo EP "Stethu" lidam com o desejo, a liberdade e a tristeza. Eu as escrevi juntos com nosso baterista Vali e nosso tecladista Hati, e nós adicionamos experiências pessoais de uma forma metafórica. Aplicamos uma estratégia semelhante na instrumentação. As canções mais recentes são escritas e arranjadas por um ou dois membros da banda, mas cada músico contribui com sua / seu próprio estilo depois. É uma ótima maneira de se expressar!

EC:  A banda foi formada em 2007, correto? De lá pra cá, houve algum momento em que pensaram em parar? 
Rabenwolf: Sim, foi oito nos atrás que formamos a Rabenwolf. Huh, as vezes até esqueço o que aconteceu nesses anos todos. Claro, tivemos tempos difíceis como uma banda, mas nós tivemos varias grandes experiências, concertos, realmente bons momentos, que eu acho que nenhum de nós jamais pensou em deixar a banda e acabar com a Rabenwolf.

EC:  Houveram muitas reformulações durante a trajetória?
Rabenwolf: Sim, tivemos algumas mudanças ao longo dos anos. Do primeiro line-up restamos Hati (Keybard e vocal), Vali (bateria), Skadia (gravação) e eu, Stormmson van Zorn (vocais). Mas nós encontramos grandes novos companheiros para nossa jornada e estamos muito feliz em fazer música com tão bons amigos! É sempre difícil se separar de músicos com quem travalhamos por anos, não importa as razões da separação. Mas agora estamos mais fortes do que nunca e é incrível a velocidade criativa que estamos conseguindo trabalhar agora. Rabenwolf teve que mudar muito ao longo dos anos, mas todas eram necessárias para que chegassemos ao grande ponto que estamos agora.

EC:  A banda já chegou no ponto que desejavam, ou ainda pretendem atingir novos patamares?
Rabenwolf: Nós sempre queremos ficar melhor e melhor! Passo a passo estabelecemos novas metas numa caminhada que só nos leva para frente! Eu acho que se você não quer se desenvolver, você está morto!

EC:  Sobre o álbum - Aus alten Zeiten - de 2011, houve boa aceitação do público? O resultado foi o que esperavam?
Rabenwolf: Sim, tivemos vários reviews em alemão (e até mesmo alguns em Inglês), revistas on-line, e o feedback foi incrível. Em quase todos os reviews obtivemos nota máxima! Claro que existem aqueles que não gostam da nossa música, mas normalmente não nos importamos para eles! Mas por outro lado, mesmo críticas negativas podem ser valiosas e construtivas quando feitas de forma séria. Os alemães e a cena pagã gostaram muito do nosso álbum. Eu fiquei muito feliz e aliviado com os primeiros feedbacks que recebi de revistas e amigos. Claro que eu gosto da nossa música, mas não dá pra prever a reação dos outros. Nós ja tinhamos tocado as músicas ao vivo antes, mas no palco você tem uma experiência diferente, pode interagir com o público na hora. É um sentimento muito mais intenso para o público e para a banda. Quando o álbum é concluído, não temos mais a oportunidade de mudar as canções, os arranjos e a intensidade ... E isso é um pouco assustador.

EC:  Aqui, no Brasil, estamos tendo um aumento do movimento Folk, Viking, Centic, dentre outros do gênero, mas o estilo ainda enfrenta certa resistência. Como é o estilo da Rabenwolf com o público alemão e europeu em geral?
Rabenwolf: Aqui na Alemanha, a comunidade Folk e Celtic não é tão grande como era há alguns anos atrás, mas ainda existe uma grande quantidade de pessoas que gostam do estilo. Devido a história alemã acaba sendo bastante delicado o uso de runas e outros símbolos nórdicos que os nazistas utilizaram indevidamente para sua sua ideologia. Mas há uma grande aceitação e consciência de que você não é um nazi, quando você lida com a mitologia nórdica. Claro que às vezes aparecem pessoas que tentam usar a música e os nórdicos para a sua questão política desprezível, mas todos odeiams esses caras!

EC:  Bandas como Eluveitie, Arkona entre outras, vem se aventurando na América Latina, e conseguindo muitos fãs onde passam, sempre em shows com bom público. É desejo da Rabenwolf fazer um dia um tour pela América Latina?
Rabenwolf: Sempre que ouvimos falar de uma banda que estava em turnê pela América do Sul ficamos com os olhos brilhando. Não importa qual banda toca, não importa onde a banda está tocando, sempre tem um bando de malucos assistindo. Eu gostaria de experimentar isso! Aqui na Alemanha as pessoas são preguiçosas! Os shows estão ficando muito óbvios para elas e é difícil quando você entra no palco e tem apenas 30 pessoas na sua frente. A cena alemã está saturada com bandas e concertos e isso é uma maldição! Então, qualquer organizador local que ler isso e pensar em contratar a Ravenwolf para um concerto (ou talvez um passeio;-)) na América do Sul, por favor, sinta-se livre para fazê-lo!

EC:  Quais são as metas da Rabenwolf para os próximos anos? Estão trabalhando em algum novo álbum, novas músicas...?
Rabenwolf: Ah, sim, este ano vai ser emocionante! Nós vamos fazer três shows ao ar livre em grandes festivais e no verão e vamos lançar nosso EP 'Stethu'. O EP está atualmente em processo de mixagem e será lançado em breve ;-)

EC:  Bom, vou pedir para que mandem um recado para os leitores de nosso site, e também para o público Brasileiro, que é a nossa terra.
Rabenwolf: Nós somos a Rabenwolf do norte da Alemanha na Europa e nós ensaiamos em algum lugar em um porão. É absolutamente louco que a partir daí nossas canções cheguem ao outro lado do mundo !!! Nós não recebemos suporte de nenhum empresa ou gravadora. Apenas trabalhamos duro, bons amigos; todos os fãs e um pouco de sorte tem nos levado pelo mundo. E isso é basicamente a nossa mensagem para vocês: se você faz música - vá em frente e toque! Estamos ansiosos por notícias suas Brasil :-)


Acessem as redes sociais e o site oficial da Rabenwolf, e conheça mais do som da banda!


Nenhum comentário:

Postar um comentário

O texto representa a opinião do autor e não a opinião do elegiaecanto.com ou de seus editores