-->

terça-feira, 22 de abril de 2014

Wackah 10

  Chegamos à décima edição do Wackah Festival, organizado pelo produtor André Dias. Quem acompanha o evento desde o começo sabe do empenho do mesmo na produção do festival. Mesmo enfrentando dificuldades nos proporciona um dos melhores festivais dedicados ao Rock/Metal na região.
 Iniciando os trabalhos da noite tivemos os ervalenses do Trapper, tocando grandes clássico  do Hard Rock, como  Creatures of "The Night" (Kiss), "You Could Be Mine" (Guns 'N Roses), "Love Ain' t No Stranger" (Whitesnake). Onde vimos uma brilhante atuação do baixista/vocalista João Pedro Cafiero
e do competente guitarrista Cristiano Durães. Ainda tocaram a inusitada música tema do seriado Power Rangers, onde este que vos escreve participou nos vocais. Ao final do show tocaram Rock And roll All Nite (Kiss) com bastante participação do público.
  Em seguida tivemos o melancólico e pesadíssimo som do Contempty com seu Doom/Death Metal. Apesar de alguns problemas técnicos no meio do show a banda mandou muito bem, executando músicas sombrias e com pitadas de levadas mais rápidas de bateria e blast beats. Os destaques ficaram por conta das músicas "My Voiceless Heaven e The Harpist".
 Na sequência tivemos o Raptor, banda de Ubá, que já participou várias vezes do festival, mas, sempre traz um show muito bom. Com seu Heavy Metal Tradicional, de cara atacaram com sua música mais conhecida, "Dark Angel" , seguida "Porsons" como "Marching Alone", "Void Of My Soul", "Realms For My Mind eLand Of Spirits", dentre outras. Ainda tocaram os covers "Crazy Train" (Ozzy Osbourne) e "Wasted Years" (Iron Maiden), com bastante interação do público.
  Vindo do Rio De Janeiro,o Left Hand nos trouxe um Thrash Metal bastante agressivo e cheio de energia,misturando elementos old school com uma pegada mais moderna .É notável a semelhança dos vocais de João Paraiso com Wladmir Korg, do lendário Chakal. Tocaram músicas do excelente EP Scientifical Plague, como "Countdown for A Lie", "Scientifical Plague" ,e "Last Bitter Tear".
  Substituindo as cariocas do Mortarium tivemos o Age Of Grotesque, apresentando covers de Marilyn Manson. Os caras se empenham em trazer todo o conceito visual do artista, o que confere um efeito bem interessante ao show.
  Encerrando o evento (a banda Suicide Control não compareceu) tivemos os juizforanos do Bad Bloxx, com um energético Hard Rock e uma performance muito boa do vocalista Henrique Filho e dos guitarristas Glauber Filho e Victor Castro.
  Assim, termina mais um Wackah, evento que em dez edições acumula muita história. Parabenizamos a todos os envolvidos na produção do evento, e que venham mais Wackah's!

Para ver fotos do evento,clique no links abaixo






Nenhum comentário:

Postar um comentário

O texto representa a opinião do autor e não a opinião do elegiaecanto.com ou de seus editores