-->
Contato    Equipe    O site   

Entrevista: Spectrum (Brasil)



Hoje temos aqui, Spectrum, em entrevista e lançamento exclusivo do novo single da banda "Homens cansados". Para responder nossas perguntas Rafael Nascimento, guitarrista da banda.

EC - Como surgiu a banda? Todos os integrantes já se conheciam antes do projeto? 
Rafael - O processo embrionário da Spectrum se deu quando os guitarristas Rafael Nascimento e João Paulo (hoje afastado da banda) decidiram que queriam tocar. “Éramos (e ainda somos) amigos e aprendemos a tocar juntos. Gostávamos de bandas diferentes, mas nossas escolas de guitarristas eram parecidas, sempre havia aquela inclinação ao estilo “setentista” de se tocar guitarra, principalmente nos solos e arranjos. Isso é um pouco raro em bandas de Metal atuais que prezam muito a velocidade, o mecanismo etc. Nós gostávamos do “feeling”. Isso faz a nossa cabeça!” – Rafael Nascimento. Interessante uma passagem da nossa história que se mistura com a história de outra banda da Zona da Mata, o Deathraiser, que são nossos amigos e começaram praticamente juntos com a gente. As duas bandas tocaram de improviso, em uma “jam”, no famoso festival “Rural Underground”, em Leopoldina, Minas Gerais. Nessa ocasião, tocamos algumas músicas, cada banda com seus futuros e respectivos membros. A partir deste dia as duas bandas continuaram e é bacana não deixarmos a memória morrer. Nesta ocasião, Hebert foi efetivado na banda e nosso primeiro vocalista, Mauro, também. Depois disso convidamos nosso primeiro baixista, Paulo Vítor, e a banda começou efetivamente. Algum tempo depois, ingressaram na banda Cássio Silva no contrabaixo e Flávio Sousa nos vocais. Essa mudança na formação nos propiciou a realização de um sonho: a gravação de um primeiro registro autoral, “O Corvo” e suas quatro faixas. Mas respondendo a sua pergunta, todos já se conheciam (risos).


EC - Qual a origem do nome da banda?
Rafael - Bom, lá no início surgiam umas ideias terríveis de nomes para banda. Um dia, um grande amigo, Leonardo Menezes, sugeriu o nome Spectrum e deu certo.

EC - Quais as bandas que mais influenciaram vocês? 

Rafael - Cada integrante possui suas influências particulares e acredite, são super distintas. Acho que esse é o segredo, a Spectrum é um caldeirão de influências. Misture Black Sabbath, Judas Priest, Metallica, Pink Floyd, Madame Saatan, Rush, e Mutantes. É uma zona, não é? (risos) Pois é... mais ou menos isso. Mas acredito que nossas influências convergem em um ponto que consideramos unânime dentro da Spectrum, Black Sabbath!

EC - A banda já sofreu alguma alteração em sua formação?
Rafael - Como já falamos anteriormente, sofremos algumas mudanças de formação. Nossos primeiros vocalista e baixista foram Mauro Souza e Paulo Vítor, respectivamente.


EC - Qual foi a inspiração ao compor a música “Homens Cansados”? 
Rafael - Então, somos de Cataguases, Minas Gerais. Cataguases é uma cidade de tradição literária muito forte e, na década de 20, tivemos um grande movimento de vanguarda artística chamado “Movimento Verde”. Seu canal de divulgação era a revista “Verde”. Esse movimento deu origem a vários grandes poetas, romancistas etc. Um deles, Ascânio Lopes, possui uma obra magnífica em poesia e um de seus poemas, “Os Homens Cansados”, nos instigou a escrever uma música que dialogasse com toda a atmosfera densa e filosófica presente nele. Assim fizemos. Essa música é um diálogo com este poema e em um determinado momento, um intertexto.

EC - Qual o motivo da escolha em compor somente em português?
Rafael - Bom, a resposta anterior nos ajuda a responder esta. Gostamos de valorizar a nossa cultura, nossas raízes. Uma árvore que não cultiva suas raízes não cresce muito alto, não é verdade? Não somos orientais, nem vikings, nem nada disso. Somos brasileiros, possuímos uma identidade e a valorização de um povo passa diretamente pela valorização de seu idioma. O Metal só ganhará força no Brasil e será valorizado passando por esta revolução. Nada contra quem canta em inglês, ou em outra língua, nada mesmo! Poderemos, inclusive, gravar umas faixas em inglês em nosso novo trabalho, mas nossa Língua Portuguesa sempre estará muito presente e valorizada! Isso é de extrema importância para nós!

EC - Qual foi a situação mais inusitada que já lhes aconteceu no palco?
Rafael - O cabelo do Flávio já se enroscou nas tarraxas da guitarra do Rafael. Isso por duas vezes. Foi engraçado e, no momento, um pouco complicado, pois tivemos que resolver o problema sem parar a música. Já aconteceu de pessoas de machucarem no palco (nada grave) e vomitarem também (risos).

EC - O que vocês acham da cena metal em Minas Gerais? Vocês já se apresentaram fora do estado?
Rafael - Infelizmente ainda não nos apresentamos fora do estado. A cena em Minas é muito bacana. Temos bandas de qualidade, eventos de muita qualidade também e, mesmo com as dificuldades do underground, nossa cena funciona bem.  Além, de ótimas bandas, ótimos eventos e ótimos produtores, possuímos veículos de divulgação e cobertura excelentes, como é o elegia e canto.

EC - Como é a relação de vocês com as outras bandas de Cataguases?
Rafael - Somos amigos de todos. Bandas como o Killers of Faith e o Suicide Control são nossos super parceiros. Vamos nos shows uns dos outros e torcemos pelo sucesso uns dos outros, isso é muito importante e a cena fica mais forte quando estamos  juntos!

EC - Qual foi, na opinião de vocês, a melhor apresentação da Spectrum?
Rafael - Nossa, pergunta difícil! Acho que podemos listar quatro: no Garage Fest, em Viçosa; em Cataguases, no Rockalive; em Ponte Nova, no último Ruídos do Piranga em que nos apresentamos; em Conselheiro Lafaiete, na gravação do DVD do Rising Metal Fest.

EC - Quais são as metas da banda para os próximos anos? Há projetos para elevar os horizontes da banda?
Rafael - Nossa principal meta é a produção do novo CD. Estamos focados nisso! Uma música já está pronta, a “Homens Cansados”, e outra já está em andamento, em pré-produção. Esperamos iniciar 2013 com o disco na agulha (risos).

EC -  É difícil conciliar os ensaios, shows e o processo de composição das músicas com a vida de cada um?
Rafael - Nossa, é um pouco difícil sim! Temos ocupações diferenciadas, nossas outras profissões (não trabalhamos apenas com música) também são diferenciadas, também há os estudos, cursos de cada um etc. Na maior parte do tempo, precisamos nos comunicar pela internet para que tudo possa continuar caminhando. Mas no final das contas, tudo dá certo! Afinal, somos amigos, somos uma família e nos ajudamos o tempo todo.

EC - Para finalizar a entrevista deixem uma mensagem para os leitores do site Elegia e Canto!
Rafael - Gostaríamos de deixar um grande abraço aos leitores do Elegia e Canto e a todos que acompanham o nosso trabalho! Um abraço especial à galera de Viçosa e região, esperamos nos encontrar em breve! Muito obrigado a toda a equipe do Elegia pela oportunidade! Nossa nova música, “Homens Cansados”, estará presente do nosso novo CD, mas será lançada como single para download com exclusividade no Elegia e Canto, é só visitar o site e colocar para baixar! Nossos amigos de Viçosa e região, sintam-se todos abraçados novamente! Obrigado!

e confira agora o single HOMENS CANSADOS 



           
DOWNLOAD

0 Comentario "Entrevista: Spectrum (Brasil) "

Postar um comentário

O texto representa a opinião do autor e não a opinião do elegiaecanto.com ou de seus editores

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

Próximos Eventos

PARCEIROS

     

Seguidores

EC NO FACEBOOK